Reclame Aqui!: MR CANIL (SP) – Não entregou o pedigree.

No dia 29 de março de 2018, estive no canil Mr de propriedade do sr Marcos Roberto da Silva, para comprar um cão da raça labrador.
Conversamos pelo whatsap no dia anterior, quando negociamos valor, e se ele fornecia o pedigree do animal, ele me disse que sim , e que o valor era r$150,00 pela documentação, que seria entregue via correios em no maximo 90 dias.
Paguei juntamente com o valor da compra do animal mais a quantia de r$150,00, conforme o combinado.
Este prazo dado pelo sr Marcos venceu em 29/06, quando entrei em contato com ele e me foi dito que a documentação estava em andamento.
No inicio de agosto entrei em contato novamente e me foi dito que estava sem tempo para ir atras dessa documentação e entao me pediu ate o final do mes de agosto, que neste prazo eu estaria com o pedigree em mãos.
Hj dia 04 de setembro ainda não me foi entregue e sequer entrou em contato comigo.
Quero o pedigree do cão comprado, pois desde o primeiro momento perguntei se ele fornecia e ainda cobrou por isso.
Tenho comprovante de pagto, recibo e conversas via whatsap.

Resposta do criador: até o momento da publicação não houve manifestação do criador.

Dados da reclamação:  São Paulo – SP, ID: 38176397, 04/09/18 às 15h37

Fonte: https://www.reclameaqui.com.br/canil-mr-marcos-roberto-da-silva/pedigree-cao-raca-labrador-comprado-canele-me-disse-que-simil-mr_t7r2hwXIEUuqYqg3/

0 Comments

Canil Quebec Retriever (GO): depois de perder todas na Justiça Criminal de Goiás, o canil desiste de processar injustamente criadora.

O canil Quebec Retriever (GO), de propriedade de Bruno Antunes Silva, que vendeu cadela completamente cega a criadora Roseane Leandro, desistiu do processo criminal que movia em razão do caso ter vindo a público.

Veja a íntegra da homologação da desistência:

Sentença criminal - Roseane-1 Sentença criminal - Roseane-2

 

0 Comments

Canil Quebec Retriever (GO): depois de perder todas na Justiça Cível de Goiás, o canil desiste de processar injustamente criadora.

O canil Quebec Retriever (GO), de propriedade de Bruno Antunes Silva, que vendeu cadela completamente cega a criadora Roseane Leandro, desistiu do processo por danos morais que movia em razão do caso ter vindo a público.

Veja a íntegra da homologação da desistência:

Bruno antunes vexame-1 Bruno antunes vexame-2

0 Comments

Pela primeira vez um criador brasileiro manifesta-se sobre a proibição do cruzamento de cães afetados (doentes) por PRA (atrofia progressiva da retina).

erro admitido

0 Comments

Site Reclame Aqui!: Canil Mr: Pedigree.

No dia 9 de dezembro de 2017,comprei do canil Mr,de propriedade do sr Marcos,um cão da raça Labrador,na ocasião esse sr,disse que no máximo em 60 dias,eu receberia o pedigree do cão,documento esse pelo qual paguei R$150,00.Hoje passados seis meses,o mesmo não enviou tal documento,nem tampouco devolveu o valor pago pelo referido documento,já solicitei varias vezes tal devolução o mesmo,sempre da uma desculpa,querendo protelar a situação.Resumindo:Não quero mais o documento,quero meu dinheiro de volta,ele já tem o numero da conta,para o deposito.

Resposta do canil:

O documento esta a disposição para retirar
È só ligar e agendar a retirada.
Se não ligar e agendar fica impossível a entrega,não acha?

Réplica do consumidor:

O problema é que o referido senhor,ficou de entregar esse documento,via correio e jamais se referiu a tal retirada,portanto,quero esse documento entregue em minha casa com aviso de recebimento.

Continuo aguardando a entrega via correios,lembrando que tenho todas nossas conversas via Whats App,arquivadas.

Dados da reclamação: São Paulo – SP – ID: 36259953 – 20/06/18 às 17h24.

Status: não resolvido.

Link: https://www.reclameaqui.com.br/canil-mr-marcos-roberto-da-silva/pedigree_vavcIO5hOGo5mHO3/

 

0 Comments

Canil Pansy Lab (SP): laudo pericial afirma: DISPLASIA É GENÉTICA!!!

O Perito Judicial João Ricardo da Mata, CRMV/SP 15.797, concluiu através de perícia técnica que o Labrador Sheik, produzido pelo canil Pansy Lab (SP), tem displasia de origem genética.

Vale destacar novamente tamanho o absurdo, pq é inacreditável a vítima que este canil produziu!!! O Labrador da criação do canil Pansy Lab (SP) tem:

- displasia coxofemural grau E (60º) no lado direito;

- displasia coxofemural grau E (80º) no lado esquerdo;

- displasia de cotovelo grau II no lado esquerdo;

- displasia de cotovelo grau I no lado direito;

- desvio (subluxação) da patela grau I no lado esquerdo;

- desvio (luxação) da patela grau IV no lado direito.

Entenda o caso no link abaixo:

http://listanegralabradores.unblog.fr/2017/04/01/canil-pansy-lab-sp-irresponsabilidade-crueldade-e-desonestidade-absurda-simplesmente-uma-vergonha/

Abaixo segue a íntegra do laudo pericial que concluiu que a origem da displasia do Labrador Sheik é genética!!

Laudo pericial Sheik-01 Laudo pericial Sheik-02

Laudo pericial Sheik-03 Laudo pericial Sheik-04

Laudo pericial Sheik-05 Laudo pericial Sheik-06

Laudo pericial Sheik-07 Laudo pericial Sheik-08

Laudo pericial Sheik-09 Laudo pericial Sheik-10

Laudo pericial Sheik-11 Laudo pericial Sheik-12

O mais grave de tudo é que o dono canil Pansy Lab (SP), que criou um cachorro muito doente (gravíssimos problemas ortopédicos) e falou que o problema era de quem comprou, é o presidente do Clube Paulista do Labrador e juiz de competições. Que idoneidade esse sujeito tem para exercer essas funções?

perfiljoseantonio JUIZ

Fonte: site da CBKC

.

Se você tem um Labrador com displasia, seja qual grau for, a culpa é do criador. Processe sem dó!!!

Agora, a expectativa da condenação do Canil Pansy Lab (SP) e do Petz é de R$ 82.000,00!!!

VEJA COMO PROCESSAR UM CANIL QUE VENDE ANIMAIS DOENTES

0 Comments

Site Reclame Aqui!: Canil MR (SP): Devolvi uma cadela para o sr Marcos Roberto do Canil Mr e ele não me devolveu o dinheiro que combinamos.

Venho reclamar do Canil MR de propriedade do Sr Marcos Roberto Silva, pois comprei uma cachorra da raça Labrador,no dia 10 de março de 2018, no valor de R$1.100,00 (hum mil e cem reais), com pedigree no valor de R$150,00 (cento e cinquenta reais), totalizando R$1.250,00 (hum mil duzentos e cinquenta reais), paguei tudo no cartão de credito. Não fiquei devendo nada a ele.
Quando cheguei em casa com a cachorrinha percebi que não conseguiria cria-la dentro de casa, e não possuo quintal para mante-la .
Entrei em contato com Sr Marcos que em um primeiro momento me disse que não aceitaria devolução, até aí tudo bem. Mas em seguida me fez uma proposta de só me devolver a metade do valor pago e depois que pagaria pela cachorra o valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) pois iria revender a cachorra , eu aceitei e combinamos tudo para ele retirar o animal. Quando ele veio na minha casa buscar a cachorra não trouxe o dinheiro e disse que dia 5 de abril de 2018 ele faria uma transferência para a conta que passei o número a ele, e eu acreditei nele. no dia 5 de abril me disse que me pagaria no dia 10 de abril, como entrei em contato com ele todos esses dias, me disse que o melhor seria me dar outro animal, mas assim não resolveria meu problema pois já devolvi a que comprei. Por fim o que importa é que até o dia de hoje ele não transferiu nenhum valor para minha conta, depois de inúmeras tentativas de acordo com ele, ele simplesmente me bloqueou no wattsap e também me bloqueou no facebook, sendo que jamais falei mal dele ou faltei com a educação com ele em rede social a única coisa que tenho tentado é resolver meu problema e entrar em contato com ele. Já estou levando um grande prejuízo por ter pago R$ 1.250,00 e aceitar R$ 500,00. Espero que o Sr Marcos Roberto Silva use do seu bom censo e resolva essa situação.

 

Resposta do canil:

Essa história não condiz com a verdade,essa pendencia já foi resolvida e solucionada,não sei o que mais essa pessoa espera,pois já acertei tudo conforme tinha que ser.

 

Réplica do consumidor:

Serio mesmo Sr Marcos? Como foi q o sr resolveu essa pendencia? A unica coisa q o sr fez foi pegar a cachorra de volta e não me devolver um centavo, mas não quero briga só quero oque é meu por direito. Você pagou oque me deve ou me deu um cachorro? Até o momento, nenhum dos dois, sinceramente não sei como foi que resolveu essa pendencia.

Réplica do canil:

Já foi resolvida sim,o que vc quer mais agora?
Qual a sua ideia agora?
Tá querendo IBOPE?É isso?

 

Réplica do consumidor:

Quero meu dinheiro q voce não me devolveu, e eu ainda pensei q voce e seu canil fosse um estabelecimento sério coisa que não é, estou totalmente insatisfeita com esse Canil Mr, uma pessoa não é obrigada a se comprometer mas a partir do momento q se compromete é obrigada a cumprir, mas pelo q vi desse senhor ele não tem palavra. Isso que está fazendo é muito feio Sr Marcos Roberto Silva.

 

Réplica do canil:

O mais revoltante é esse site sem moral nenhuma publicar um monte de Merda dita por outra pessoa sem saber se procede ou não
Vc quer ibope é isso
Continua escrevendo
Não devo nada pra vc
Esse site fica dando ibope ainda
Sitezinho lixoooooo

 

Réplica do consumidor:

Vc sabe q deve e vou continuar te lembrando onde eu puder te lembrar fique com esse valor irrisório de esmola pra vc mas onde eu puder vou avisar as pessoas e continuar te lembrando, q vc me deve sim.

 

Dados da reclamação: Barueri – SP – ID: 36636121 – 05/07/18 às 22h54

Status: não resolvido.

Fonte: https://www.reclameaqui.com.br/canil-mr-marcos-roberto-da-silva/devolvi-uma-editado-pelo-reclame-aqui-para-o-sr-marcos-roberto-do-canil-mr-e-ele-nao-me-devolveu-o-dinheiro-que-combinamos_M0YC_GcqdkPiJgE7/

0 Comments

Canil Pansy Lab (SP) dá calote em perito.

O canil Pansy Lab não pagou os honorários periciais referentes a pericia do Labrador Sheik, produzido no canil, que tem displasia nas quatro pernas, além de desvio da patela em duas.

Entenda o caso aqui:

http://listanegralabradores.unblog.fr/2017/04/01/canil-pansy-lab-sp-irresponsabilidade-crueldade-e-desonestidade-absurda-simplesmente-uma-vergonha/

Abaixo segue a certidão que comprova o calote dos honorários periciais:

calote pansy lab-1

0 Comments

Site Reclame Aqui!: Canil MR (SP): Pedigree.

No dia 29 de setembro comprei um labrador do Sr. Marcos Roberto da Silva, que a principio muito simpatico,levou o cãozinho ate a minha mae , me entregou .pegou meus dados, nome do cachorro e me disse que o documento seguiria via correio.
Acontece que em outubro questionei o mesmo sobre documento e este me disse que demoraria de 30 a 90 dias .

Passado este prazo, quatro meses depois da compra, entrei em contato com ele e ele me disse que na ficha não tinha a opção de pedigree e me enviou a copia , aonde realmente ele não assinalou a opção (esta em branco). , ou seja tudo leva a crer que foi de caso pensado.

Na minha opinião totalmente desonesto neste sentido, pois depois de tantas desculpas, após receber a quarta parcela do cartão veio me dizer que se tivesse optado eu teria pago mais R$150,00.

Não recomendo a compra com este senhor e aconselho a quem estiver interessado na compra de um cão verificar se a empresa tem reclamações antes da compra, para não passar pela sensação de ter sido enganada e [Editado pelo Reclame Aqui] na hora do não cumprimento com o que é acordado no ato da compra.

 

Resposta do canil:

Essa pessoa está agindo de [Editado pelo Reclame Aqui] aonde provo por documentos que será expostos no processo no pequenas causas que será aberto como indenização de falsa informação e danos.motais que não pagou por nada
Essa pessoa.de [Editado pelo Reclame Aqui] quer obter o documento sem.pagar.
Se tivesse pago por o pedigree ja.teria recebido
Lamento a má índole dela
Estou a disposição pra provar via documento que não pagou nada pelo documento
Lamentável Essa pesssoa

 

Réplica do consumidor:

Sr. Macos
E o senhor realmente vai me encontrar no forum de pequenas causas com a cópia da conversa por Watts e comprovantes de pagamento do cartão feitos a sua empresa.
Lamentável é o Senhor, que não respeita o consumidor e para se defender denigre a imagem de pessoas integras ao qual o senhor desconhece e faz negócios.
Até nosso proximo encontro no Forum de pequenas causas.

 

Réplica do canil:

Devido às suas ameaças e a sua [Editado pelo Reclame Aqui] o caminho será outro
A.Sra está agindo de [Editado pelo Reclame Aqui] e não tem direito a nada
Se a Sra pagar terá o documento
Caso contrário não
Não preciso me.negar a lhe fornecer o documento desde que.pague

Dados da reclamação: São Paulo – SP – ID: 33018291 – 14/02/18 às 13h00

Status: não resovido.

Fonte: https://www.reclameaqui.com.br/canil-mr-marcos-roberto-da-silva/pedigree_0fDu9vSHDHUGbV3T/

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): participações com pedigree irregular em exposições da cadela Bicame Lab Sade.

Exposições Bicame Lab Sade 17

A cadela Bicame Lab Sade é filha da cadela Mary Jane of Buddy Hunter, afetada por PRA. Portanto, não poderia ter pedigree conforme os regulamentos da CBKC e da FCI.

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): participações com pedigree irregular em exposições da cadela Bicame Lab Moana

Exposições Bicame Lab Moana 17

Exposições Bicame Lab Moana 18

A cadela Bicame Lab Moana é filha da cadela afetada Mary Jane of Buddy Hunter, afetada por PRA. Portanto não poderia ter pedigree!!!

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): títulos da cadela Mary Jane of Buddy Hunter obtidos mediante fraude.

titulos mj

titulos mj2

A cadela Mary Jane of Buddy Hunter, do canil Bicame Lab (MG), de propriedade de Leandro Costa Ramos,  é afetada por atrofia progressiva da retina (PRA) que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI. Nem pedigree poderia ter!!!

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

Abaixo o exame da cadela:

EXAME%20DE%20PRA mj

0 Comments

Canis Bicame Lab (MG) e Cabernet (SP): depois de explorarem cadela afetada por PRA, expõem livremente seu filho com pedigree irregular em exposições da CBKC e CPL.

bb KING PARA BL

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!! Carreador filho de afetado não pode ter pedigree!!!

 Logo o pedigree dafilhote Bicame Lab Cabernet B.B. King é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil Bicame Lab e a criadora Tabata Shleder, cometeram uma irregularidade ao registrar este cão.

competições bbking

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de B.B. King, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

MJ MJ campanha

 

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): depois de explorar cadela afetada por PRA, expõe livremente seu filho com pedigree irregular em exposições da CBKC e CBL.

BL-lebron-james

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!!

Logo o pedigree do padreador Bicame LabLebron James é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão, e participa livremente de competições com pedigrees irregulares.

competições lebron

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Lebron James, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

 Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC permitirão mais uma imoralidade dessas?

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): depois de explorar cadela afetada por PRA, expõe livremente sua filha com pedigree irregular em exposições da CBKC e CBL.

bl-madona---mj

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!!

Logo o pedigree da matriz Bicame Lab Madona é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão, e participa livremente de competições com pedigrees irregulares.

competições madona

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Madona, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

 Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC permitirão mais uma imoralidade dessas?

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG) exportou filhote com pedigree irregular para o México.

venus at roma - méxico

 Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!! Carreador filho de afetado não pode ter pedigree!!!

 Logo o pedigree da matriz Bicame Lab Venus at Roma é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil Bicame Lab, cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão. Da mesma forma,o criador Luis Alberto Vargas Cortes, ciente do cruzamento irregular da cadela com falta grave/desqualificatória estimula o comércio de cães promovido por criadores irresponsáveis que produzem animais doentes/afetados!!!!

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Venus, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

MJ MJ campanha

 

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG) exportou filhote com pedigree irregular para Porto Rico

amazona - porto rico

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!! Carreador filho de afetado não pode ter pedigree!!!

 Logo o pedigree da matriz Bicame Lab Amazona to Gallivant é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil Bicame Lab, cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão. Da mesma forma, o canil Gallivant de Porto Rico, ciente do cruzamento irregular da cadela com falta grave/desqualificatória estimula o comércio de cães promovido por criadores irresponsáveis que produzem animais doentes/afetados!!!!

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Amazona, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): depois de explorar cadela afetada por PRA, expõe livremente sua filha com pedigree irregular em exposições da CBKC e CBL.

Bicame Lab Sade - MJ

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!!

Logo o pedigree ma matriz Bicame Lab Sade é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão, e participa livremente de competições com pedigrees irregulares.

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Sade, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

 Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC permitirão mais uma imoralidade dessas?

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Vitor Labs (MG) estimula reprodução de cães afetados em desacordo com as normas do CBKC e FCI.

Bicame lab Jack

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!!

 Logo o pedigree do pdreador Bicame Lab Jack é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil Bicame Lab, cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão. Da mesma forma, o criador Carlos Roberto, do canil Vitor Labs, ciente do cruzamento irregular da cadela com falta grave/desqualificatória estimula o comércio de cães promovido por criadores irresponsáveis que produzem animais doentes/afetados!!!!

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Jack, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO). 

Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC compactuam com esse tipo de criação?

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): depois de explorar cadela afetada por PRA, expõe livremente sua filha com pedigree irregular em exposições da CBKC e CBL.

Bicame Lab Moana - MJ

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!!

Logo o pedigree ma matriz Bicame Lab Moana é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão, e participa livremente de competições com pedigrees irregulares.

Isso porque a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, mãe de Moana, é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

 INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

 Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC permitirão mais uma imoralidade dessas?

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Quebec Retriever (GO) estimula reprodução de cães afetados em desacordo com as normas do CBKC e FCI.

filha mj quebec

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado, sem pedigree, não pode gerar filhotes aptos a terem pedigree!!!

Logo o pedigree da matriz Bicame Lab Pérola  é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil Bicame Lab, cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão. Da mesma forma, o criador Bruno Antunes Silva, do canil Quebec Retriever, ciente do cruzamento irregular da cadela com falta grave/desqualificatória estimula o comércio de cães promovido por criadores irresponsáveis que produzem animais doentes/afetados!!!!

Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC compactuam com esse tipo de criação?

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Bicame Lab (MG): depois de explorar cadela afetada por PRA, deseja expor seu filho com pedigree irregular.

MICK

Filhos de cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ter pedigree, pois um cão afetado não pode ter pedigree!!!

Logo o pedigree do padreador Bicame Lab Camba é tão irregular quanto o de sua mãe, Mary Jane of Buddy Hunter. O criador Leandro Costa Ramos, dono do canil cometeu mais uma irregularidade ao registrar este cão, e pretende, conforme planos expostos no site do canil,  NOVAMENTE expor em competições animais (Bicame Lab Camba – Mick Fanning) com pedigrees irregulares.

Será que o Conselho Brasileiro do Labrador e a CBKC permitirão mais uma imoralidade dessas?

MJ MJ campanha

0 Comments

Pedigree e títulos da cadela Mary Jane of Buddy Hunter, assim como, pedigree de suas ninhadas foram obtidos por meio fraudulento.

O criador Leandro Costa Ramos, do canil Bicame (MG), declarou na rede social Facebook, que comprou a cadela Mary Jane of Buddy Hunter ciente de que a mesma era afetada por PRA (atrofia progressiva da retina).

mj discussão1

A declaração comprova que tanto o dono do canil Bicame Lab (MG), quanto a dona do canil Buddy Hunter (SP), Adriana Nanini, tinham conhecimento do estado de saúde da cadela, e mesmo assim procederam o registro do animal junto CBKC, registro este PROIBIDO pela entidade, uma vez que a doença se trata de falta desqualificante.

 Assim, a criadora de São Paulo, omitiu informação que impediria a expedição do pedigree do animal. Portanto, o documento foi emitido por meio fraudulento.

 Do mesmo modo, ciente do impedimento (falta desqualificante), o criador Leandro Costa Ramos, inscreveu irregularmente a cadela em diversas exposições, omitindo a informação de que a cadela é afetada por atrofia progressiva da retina, ou seja, mais uma grave fraude foi cometida!!!

 2 SEM VALOR

Por fim, o registro das duas ninhadas da cadela Mary Jane of Buddy Hunter também são irregulares, uma vez que a mãe desses cães sequer deveria ter pedigree. Os filhotes poderiam no máximo ter um pedigree inicial, após avaliação de profissional vinculado aos kennels locais.

 Agora, as perguntas que ficam é: Será que a imoralidade na cinofilia, especialmente na criação de Labradores, se perpetuará? Será que as inscrições em competições e exposições dos filhos da Mary Jane of Buddy Hunter serão aceitas com documentos comprovadamente fraudados? Continuaremos fiscalizando!!!

 Qualquer cidadão de bem, dono de um cão com pedigree CBKC (não precisa ser “criador”), pode denunciar junto a entidade, a situação irregular da cadela Mary Jane of Buddy Hunter e suas ninhadas. Está no Código de Ética e Disciplina Cinófilos do CBKC:

 CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA CINÓFILOS

 Art. 2°- Para os fins do presente Código, cinófilo é toda pessoa física que de  alguma forma tenha atuação na cinofilia nacional, mesmo que não  associada a qualquer entidade reconhecida pela CBKC, mas que freqüente  os meios cinófilos, profissionalmente ou não.

 Art. 5° – Praticante de atividade cinófila é a pessoa física, não dirigente,  associada ou não a uma entidade cinófila e pode ser das seguintes  categorias:

II – Criador de Cães de Raça: Pessoa que se dedica à criação de cães de  raça pura nos moldes dos regulamentos da CBKC.

III – Proprietário de Cães de Raça: Pessoa física ou jurídica que é proprietária  de cães de raça pura nos moldes dos regulamentos da CBKC.

 Art. 6° – São direitos garantidos a todos os cinófilos:

I – o cumprimento dos estatutos, regulamentos, resoluções, circulares e  demais normas emanadas pela CBKC ou por ela validados;

 A luta contra criadores nefastos para raça não pode parar!!! Continuem colaborando!!!

MJ MJ campanha

0 Comments

Canil Summer Storm (SP) gerou cadela afetada/doente por PRA (14º caso).

LABRADOR-PRETO-AMARELO-CHOCOLATE

 O Canil Summer Storm, localizado em São Bernardo do Campo (SP), de propriedade Roberto Rodrigues Jr. e Renata Rodrigues, gerou uma cadela afetada (doente) por PRA (Atrofia Progressiva da Retina), fruto do cruzamento entre o padreador Br Summer Storm BQ TY, com a matriz BR Summer Storm CH Clara. Vale lembrar que pelo menos 25% dos filhotes dessa ninhada nasceu doente e ficará cega, já que a enfermidade genética se caracteriza por deixar o animal cego. Mais vítimas de criadores irresponsáveis foram geradas.

Pedigree No site do canil somente há informações sobre o padreador. A mãe é uma matriz fantasma, sem qualquer registro no site. Por sinal, consta que os exames de olhos do padreador são “saudáveis”, uma vez que consta a informação do site é de que os exames de olho são clear.

ty

A doença foi diagnosticada pelo Labroratório de Diagnóstico Molecular Veterinário – LDMVET, conforme laudo que segue abaixo:

pra2

Esse caso serve de lição para quem busca comprar filhotes em canis, ditos, “reputáveis”. A maioria não passa de propaganda enganosa!!! São vendedores obcecados pelo seu dinheiro. Vejamos o relato do proprietário e o sofrimento da cadela gerada irresponsavelmente pelo canil Summer Storm:

Adquiri um labrador do canil Summer Storm em 2011. Escolhi o canil com base no ranking CBCK onde o mesmo era o melhor criador da raça a muitos anos. Não tive problemas de saúde com o animal até que no ano passado percebi que o animal estava tendo perda de visão. Tentamos há duas semanas fazer o exame de eletroretinografia mas sem sucesso pois o animal não deixou colocar as agulhas mesmo estando sedado. Possivelmente fazer nova tentativa com sedação mais forte. Porém este exame é apenas para dar 100% de certeza que o animal está afetado por PRA.”

 ”Escolhi tanto a questão do canil visando a displasia a acabo sendo pego pelo PRA…”

(proprietário da cadela Summer Storm)

 O proprietário usou o critério errado para escolha do filhote. Utilizou a auto propaganda que o canil faz de si próprio, que por sinal não vale nada. Ninguém faz publicidade de seus defeitos. Peça exames. Todos. Ortopédicos e principalmente genéticos. Entenda os exames.

O relato da tentativa do exame de eletroretinografia é extremamente drámatico. Por culpa de um criador irresponsável a cadela foi submetida a tentativa de se colocar agulhas em seu olho para fazer um exame desnecessário, uma vez que a doença pode ser diagnosticada por exame genético de sangue.

Todo esse trauma do exame e o sofrimento da perda da visão seria evitado se o canil Summer Storm realizasse cruzamentos de forma responsável.

Ainda, o Sr. Roberto Rodrigues Junior efetuou o registro irregular da cadela e a vendeu como se a mesma pudesse ter pedigree!!! Pelos regulamentos do FCI e da CBKC a cadela jamais poderia ter pedigree. Ela é uma labradora, mas deveria ser uma “PET” SEM PEDIGREE. Vendeu gato por lebre.

Isso porque a cadela é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da CBKC:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia flagrante ou falta desqualificante;

Vale lembrar que: prestar informações falsas de um produto, como por exemplo que o padreador tem exames de olhos “clear”, ou vender produto com qualidade diferente da ofertada, como por exemplo vender cão que foi registrado de maneira irregular na CBKC, pode configurar crime de estelionato de acordo com o Código Penal:

Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa, de quinhentos mil réis a dez contos de réis.

E antes de começar o chorôrô, lenga lenga, ladainha, conversinha pra boi dormir, enrolação de criadores, a legislação brasileira é bem clara quanto a responsabildade pelas doenças genéticas:

Código de Defesa do Consumidor:

Art. 12. O fabricante, O PRODUTOR, o construtor, nacional ou estrangeiro, e o importador RESPONDEM, INDEPENDENTEMENTE DA EXISTÊNCIA DE CULPA, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos decorrentes de projeto, fabricação, construção, montagem, fórmulas, manipulação, apresentação ou acondicionamento de seus produtos, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua utilização e riscos.

DECRETO-LEI Nº 4.657/42

Art. 3º. Ninguém se excusa de cumprir a lei, alegando que não a conhece.

 Isso significa que NINGUÉM PODE ALEGAR DESCONHECIMENTO DA LEI e que O CRIADOR É INTEGRALMENTE RESPONSÀVEL PELAS DOENÇAS GENÈTICAS DOS CÃES PRODUZIDOS PELOS SEU CANIL, SEJA A QUE TEMPO FOR DESCOBERTA!!!

 Cruzamento irresponsável de cães de BAIXA QUALIDADE GENÉTICA, geração de cães doentes, registro na CBKC irregular, e pior, o sofrimento causado para o resto da vida da cadela, TUDO responsabilidade do canil Summer Storm e seus donos Roberto Rodrigues Junior e Renata Boragini Rodrigues.

0 Comments

Canil Buddy Hunter (SP) produziu e reproduziu pelo menos duas vezes cadela afetada por distrofia corneana.

logo_light

O canil Buddy Hunter (SP), de propriedade de Adriana Nanini, produziu e reproduziu pelos menos por duas vezes a canela Anny Morgan of Buddy Hunter, portadora da doença hereditária distrofia corneana.

anny

A informação é pública e foi extraida do site do OFA – Orthopedic Foudation for Animals, onde consta o diagnóstico C1-Corneal dystrophy-epithelia/stromal.

cerf anny morgan

Fonte: https://www.ofa.org/advanced-search?f=sr&appnum=976483

 A doença é definida da seguinte forma pelo OFA:

Distrofia corneana: opacidade corneana não inflamatória (branca a cinza) presente em uma ou mais camadas da córnea (epitélio, estroma, endotélio). O termo distrofia implica uma condição hereditária. Geralmente é bilateral, embora não necessariamente simétrica e o aparecimento em um olho pode preceder o outro.

 A doença ainda causa dor e sensibilidade a luz e diminuição da visão, nos animais afetados.

O canil Buddy Hunter (SP) reproduziu irresponsavelmente pelo duas vezes essa matriz, como se vê abaixo:

 cruzamento anny

Capturar

O fato é mais preocupante, pois, além de ainda ter descendentes no canil Buddy Hunter (SP), a referida cadela espalhou vários descendentes, como todos os 4 padreadores do canil Sambucan (SP).

A irresponsabilidade da criadora Adriana Nanini violou:

CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA CINÓFILOS (CBKC):

 Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

I – manter em reprodução apenas animais sadios, não portadores de taras  ou de faltas desqualificantes;

CÓDIGO DE ÉTICA DOS MEMBROS E CONVENIADOS DO CBL:

 Art. 6º São deveres de todos os CONVENIADOS:

I – Manter em reprodução APENAS ANIMAIS SADIOS, não portadores de taras ou faltas desqualificantes;

MANUAL DO CRIADOR CLUBE PAULISTA DO LABRADOR:

 2.2 DIREITOS E DEVERES DOS CRIADORES DA RAÇA LABRADOR RETRIVER:

É dever de todo criador:

A REPRODUÇÃO ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE DE CÃES SADIOS, livres de defeitos ou faltas desqualificantes;

Assim, nota-se que a criadora é recorrente na produção de animais com doenças oculares.

0 Comments

Canil Buddy Hunter (SP) realizou registro da cadela Mary Jane of Buddy Hunter de maneira irregular.

logo_light

O canil Buddy Hunter (SP), de propriedade de Adriana Nanini, registrou irregularmente a cadela Mary Jane of Buddy Hunter. Pelos regulamentos do FCI e da CBKC a cadela não poderia ter pedigree. Ela é uma labradora, mas deveria ser uma “PET” SEM PEDIGREE.

Capturar

Isso porque a cadela é AFETADA/DOENTE por atrofia progressiva da retina – PRA (a cadela ficará cega), que é considerada uma falta desqualificante de acordo com a FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE – FCI:

INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

 1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas desqualificantes, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

Cães com faltas desqualificantes não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da entidade:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia  flagrante ou falta desqualificante;

Devido a essa atitude, a dona do canil Buddy Hunter (SP) cometeu falta ética dos regulamentos do Conselho Brasileiro do Labradror – CBL e da CBKC.

O registro da cadela Mary of Buddy Hunter é passível de anulação assim como de TODOS os seus filhotes!!!

MJ MJ campanha

0 Comments

Canis Bicame Lab (MG) e Cabernet Labradors (SP) exploram cadela afetada/DOENTE por PRA em cruzamento PROIBIDO pelo FCI.

O canis Bicame Lab (MG), de propriedade de Leandro Costa Ramos, e o Cabernet Labradors, de propriedade de Tabata Scheleder, cruzaram a cadela afetada/doente por PRA (atrofia progressiva da retina), Mary Jane of Buddy Hunter, com o padreador Cabernet Impressive You’re the Top.

parceiros na irresponsabilidade

O cruzamento de cães afetados por PRA é PROIBIDO pelo FCI, FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE:

INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

 1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas eliminatórias, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 Os canis em questão são parceiros na irresponsabilidade, e desrespeitam regulamento internacional seguido pelo CBKC, órgão a que são filiados.

MJ MJ campanha

ATUALIZAÇÃO: Falta sensibilidade ao criador Leandro Costa Ramos. Labradores são extremamente ativos. Se a cadela Mary Jane of Buddy Hunter é a mais preguiçosa do canil, é para se pensar se não são os sintomas da perda de visão afetando a cadela!!!

0 Comments

O preço de um Labrador e como é o meio cinófilo, pela dona do Canil Buddy´s Gasa (RS).

cao-de-trabalho-buddys-gasa

0 Comments

Cães afetados por PRA (atrofia progressiva da retina) não podem ser registrados no CBKC.

Cães afetados por PRA, como as matrizes Mary Jane of Buddy Hunter (Bicame Lab) e Vale do Paranã KV Christie não podem ter pedigree segundo o Código de Ética e Disciplina da entidade:

Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

II – não proceder ao registro de qualquer animal portador de tara, atipia  flagrante ou falta desqualificante;

Portanto, esses cães tem o registro irregular!!!

0 Comments

A hipocrisia de um criador 3: faltam culhões para os dirigentes do CBL expulsarem o criador Leandro Costa Ramos do seu quadro de conveniados?

0. banner

O criador Leandro Costa Ramos, Bicame Lab (MG),  pede a expulsão do Conselho Brasileiro do Labrador, do criador Steffson Marinheiro, do Marinheiro Labs, por ter realizado uma promoção de filhotes na blackfriday.

1

Pura hipocrisia vinda de alguém que já deveria ter sido expulso do quadro de conveniados do Conselho Brasileiro do Labrador há muito tempo, face as inúmeras violações dos regulamentos da cinofilia nacional e internacional. Vejamos:

2 SEM VALOR

1- O reprodução da cadela Mary Jane of Buddy Hunter afetada/doente por PRA, atrofia progressiva da retina, (vai ficar cega se já não ficou) e a inscrição irregular em competições cinófilas, violaram:

FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE (AISBL)

INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

 1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas eliminatórias, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

 

CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA CINÓFILOS (CBKC):

 Art. 11 – São deveres do Criador de Cães:

I – manter em reprodução apenas animais sadios, não portadores de taras  ou de faltas desqualificantes;

 Art. 17 – São deveres do Expositor:

V – fornecer quando da inscrição dados corretos relativos aos cães de sua  propriedade, e não atribuir-Ihes títulos não devidamente homologados. A  infração deste preceito acarreta a perda de todos os títulos e pontuações  recebidas nas exposições em que o fato se der.

VII – não expor cão desqualificado;

IX – não permitir que seja exposto cão de sua propriedade portador de falta  muito grave, ou desqualificante, devidamente mistificada por qualquer meio  ou artifício que possa induzir a erro o árbitro ou acarretar danos a criação;

 

CÓDIGO DE ÉTICA DOS MEMBROS E CONVENIADOS DO CBL:

 Art. 6º São deveres de todos os CONVENIADOS:

I – Manter em reprodução APENAS ANIMAIS SADIOS, não portadores de taras ou faltas desqualificantes;

MANUAL DO CRIADOR CLUBE PAULISTA DO LABRADOR:

 2.2 DIREITOS E DEVERES DOS CRIADORES DA RAÇA LABRADOR RETRIVER:

É dever de todo criador:

A REPRODUÇÃO ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE DE CÃES SADIOS, livres de defeitos ou faltas desqualificantes;

 

CÓDIGO DE ÉTICA DOS MEMBROS E CONVENIADOS DO CBL:

 Art. 4º – É dever de todo Criador:

 I – Cumprir e fazer que se cumpram as normas estatutárias, regulamentares, regimentais e administrativas que regem as entidades e atividades cinofilas;

 Art. 6º São deveres de todos os CONVENIADOS:

 I – Manter em reprodução apenas animais sadios, não portadores de taras ou faltas desqualificantes;

 III – Fornecer dados exatos em documentos ou ato cinofilos abstendo-se de:

 VII – Respeitar e seguir os conceitos integrantes do REGULAMENTO DE CRIAÇÃO DO CBL PARA CRIADORES CONVENIADOS.

 Art. 7º São deveres de toda pessoa que se encontre em recinto sob a égide ou patrocínio da CBKC, ou de seus filiados:

IV – abster-se de empregar meio fraudulento a fim de obter vantagem para si, para terceiro ou para cão de sua propriedade ou responsabilidade.

  

REGULAMENTO DE TÍTULOS PROMOCIONAIS DE BELEZA NO AMBITO NACIONAL:

 Art. 46 – Todo o título promocional que for concedido com base em inscrições irregulares em exposição ou declarações falsas do proprietário ou do representante do cão será nulo de pleno direito, cabendo ao confederado que detectar a irregularidade instruir o processo e encaminhá-lo à CBKC para fins de julgamento.

 Portanto, dá pra notar que tipo de criador é o dono do canil Bicame Lab. Anti-ético que explora animais doentes, e trapaceiro por inscrever em competição animal com falta desclassificatória prejudicando outros criadores.

 2- A má conduta pública do criador Leandro Costa Ramos que acusou publicamente sem razões, de forma gratuita, o criador Steffson Marinheiro, do Marinheiro Labs, de “black fraude”, bem como, a omissão do nome do canil em cadela nascida no canil Zuos, e as ofensas dirigidas ao criador, Daniel Oliveira, violaram:

CÓDIGO DE ÉTICA DOS MEMBROS E CONVENIADOS DO CBL:

Art. 3º São direitos garantidos a todos os Conveniados:

II – Ser tratado pelos demais criadores com civilidade e dentro dos moldes da moral média, sem discriminações de raça, sexo, cor, credo religioso ou político, e condição sócio- econômica;

III – Expressar seu pensamento e opinião pessoal livremente, desde que isso não constitua ofensa á honra dos poderes estatuídos ou dos demais criadores;

Art. 4º – É dever de todo Criador:

III – Abster-se de publicamente emitir conceitos ou empregar palavras que possam ser lesivas a honra das entidades cinofilas, seus poderes, dirigentes e demais criadores;

Art. 5º São deveres dos Membros do CBL:

II – Portar-se com decoro e dignidade que a importância do seu cargo requer.

III – Abster-se de empregar manobras ou artifícios que possam ilidir a verdade induzindo a coletividade de criadores a erro, usurpando cargo ou função.

 Não bastasse tudo isso este criador exerce concorrência desleal junto ao maior canil de Minas Gerais, já que “informa” a novos criadores que os cães desse criador não são saudáveis.

 O Conselho Brasileiro do Labrador não exerce a função a que se presta. Serve sim para abrigar criadores sem compromisso com saúde dos animais e totalmente inescrupulosos. Criadores que visam apenas dinheiro. Basta pagar uma anuidade para comprar o abrigo do Conselho. Trata-se de uma entidade sem a menor credibilidade, vide o criador em questão não ter sofrido uma sanção!!! Mais, abriga outro criador que falsificou exames, cruzou cadela cega e de depois a vendeu com obrigação de cruzá-la, sem garantia, etc.

3 noronha

4 noronha 2

A justificativa do atual Coodernador de que o órgão serve apenas para aconselhar e que não pode aplicar sanções não encontra respaldo nos regulamentos do Conselho, está equivocada!!! A função do Conselho não é orientar a CBKC, mesmo porque um criador (Leandro) como o dito cujo em questão, não tem condiçoes de orientar um poste!! A função seria  orientar cridores!!!! E CABE SIM AO CONSELHO JULGAR E EXPLUSAR SEUS CONVENIADOS:

 CÓDIGO DE ÉTICA DOS MEMBROS E CONVENIADOS DO CBL:

 Art. 8º – Todos os criadores Conveniados ao CBL estão obrigados a respeitarem e seguirem este CED a partir da data de sua aceitação como Conveniado, em reciprocidade será dado o direito de enquanto conveniado o mesmo use em seu web-site, propagandas de seu canil, mídias em geral a LOGOMARCA do CBL.

 • Os casos de descumprimento por parte dos Conveniados para com o Regulamento de Criação, serão encaminhados para o Comitê Disciplinar para que sejam tomadas as devidas providências, podendo o mesmo aplicar sanção por escrito, suspensão temporária do convenio, ou até a exclusão do mesmo do quadro de Conveniados do CBL.

 Não há dúvidas que o caso aqui é claramente de expulsão do criador Leandro Costa Ramos, do canil Bicame Lab. Um conveniado com esse nível portfólio não pode integrar o CBL.

 Manter um criador de cães que violou pelo menos 17 dispositivos de regulamentos de cinofilia nacionais e internacionais, nos remete a duas conclusões: ou a entidade concorda e chancela tais condutas, não vendo problemas em abrigar esse tipo de criador; ou faltam culhões aos dirigentes cinófilos de aplicar punições exemplares a esse tipo de gente!!!

 É essa a cara inescrupulosa de criador que faz outros criadores de OTÁRIOS, que o CBL quer para si?

 E ai Paulo Cimerman, porque o Sr. não abraça a causa? Ou sua indignação é seletiva e vc dá razão a criadores trapaceiros que fazem outros criadores dr TROUXAS?

BASTA UM CRIADOR DE BEM CONVENIADO AO CBL LEVANTAR A QUESTÃO!!!

0 Comments

Aviso aos criadores.

Existem muitas maneiras de se explorar animais doentes além de simplesmente reproduzí-los. Assim como a maioria dos criadores propagam a ideia de que não se deve incentivar a criação fundo de quintal, não comprando animais dessa origem, quem comprar filhotes de animais afetados entrará na lista negra.

MJ MJ campanha

0 Comments

A resposta do Marinheiro Labs para os donos dos canis Bicame Lab e Dicroft.

Resposta completa!!!

0 Comments

A hipocrisia de um criador 2.

FRAUDE

Interessante o criador Leandro Costa Ramos, dono do canil Bicame Lab (MG). acusar o canil Marinheiro Labs de fraude, quando o mesmo fez coisa pior. É muita hipocrisia!!!

Inscrever cadela (Mary Jane of Buddy Hunter) e omitir falta desclassificatória do animal é fraudar a inscrição com informações falsas.

Sem falar que todos os competidores que concorreram com a cadela AFETADA por PRA, fizeram papel de OTÁRIOS, gastaram tempo e dinheiro em competições que o dono do canil Bicame Lab TRAPACEOU!!!!

Este criador enxerga seus pares como verdadeiros OTÁRIOS!!!!

0 Comments

A hipocrisia de um criador.

black friday

O criador Paulo Cimerman postou comentários de extrema hipocrisia para criticar e pedir a expulsão de um criador do Conselho Brasileiro do Labrador que teria feito promoções na black friday.

O que espanta é que uma simples promoção revolta este criador mas condutas reprováveis não causam a mesma indignação.

Por que este criador também  não pede a expulsão do Conselho Brasileiro do Labrador dos criadores donos do canil Bicame e do canil Quebec Retriever?

O dono do canil Bicame, omitiu falta desqualificante (AFETADA POR PRA) da cadela Mary Jane of Buddy Hunter tendo obtido títulos irregulares, cruzou a mesma cadela doente pelo menos duas vezes, realiza concorrência desleal com o maior criador de MG. Será que isso não justicaria uma indignação e pedido de expulsão do CLB? Ou será que a indignação é seletiva pq este criador é submisso ao Sr.

Já o dono do canil Quebec Retriever explorou e vendeu depois cadela cega, tem práticas comerciais abusivas e ilegais e é suspeito falsificar exames de saúde…

Tudo isso é muito mais revoltante e passível de uma indignação genuína do que uma simples promoção!!!

0 Comments

Aqui no Blog só tem puppy mills!!!

YouTube Preview Image

Todos os canis aqui ranqueados, sem exceção, se enquadram no que a blogueira Hana Khalil, chama de puppy mills. Por isso, pense muito bem antes de comprar um filhote dos COMERCIANTES aqui citados, pois nenhum deles se importa com a saúde dos annimais por eles produzidos.

0 Comments

Cadela do canil Bicame Lab sob suspeita de conquistar título de forma irregular.

Capturar

Quase todo mundo sabe que título de exposição brasileira não vale nada ou vale muito pouco. Isso porque são julgados por uma panela que beneficia os amigos. Os títulos da cadela Mary Jane of Buddy Hunter, do canil Bicame Lab, de propriedade de Leandro Costa Ramos é o grande exemplo disso.

 A cadela é afetada por PRA, ou seja, é doente e ficará cega por causa da doença genética. Cães com essa doença são frutos de cruzamento irresponsáveis e não podem ser cruzados, como fez o Sr. Leandro, ao procriar a referida cadela doente.

As regras internacionais de criação do FCI (Federation Cynologique Internationale) considera a doença PRA, FALTA ELIMINATÓRIA. Portanto, em um país sério a cadela Mary Jane of Buddy Hunter jamais teria títulos.

Será que os organizadores não sabem dessa informação ou a doença foi omitida intencionalmente pelo proprietário do animal?

E mais, será que o CBKC e CBL manterão os títulos conquistados nessas condições? Essas atitudes colocam em cheque a credibilidade das instituições.

Vejamos o que diz a Federation Cynalogique Internationale – FCI, da qual a Confederação Brasileira de Cinofilia – CBKC é signatária, em seu regulamento internacional de criação:

FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE (AISBL)

INTERNATIONAL BREEDING RULES OF THE F.C.I.:

Fonte: https://www.fci.be

PREAMBULE

1. The International Breeding Regulations of the Fédération Cynoligique Internationale (FCI) are binding on all member conuntries and contract partners.

Dogs with eliminating faults as e.g.unsound temperament, congenital deafness or blindness, hare-lip, cleft palate, substantial dental defectes or jaw anomalies, PRA, epilepsy, cryptorchidism, monorchidism, albiism, improper coat colour or diagnosed severe hip dysplasia MAY NOT BE BRED.

 Tradução:

PREÂMBULO

1. O Regulamento Internacional de Criação da Federação Internacional de Cinofilia (FCI) vincula todos os países membros e parceiros contratuais.

Cães com faltas eliminatórias, como por exemplo: temperamento doentio, surdez congênita ou cegueira, lebre labial, fenda palatina, defeitos dentários substanciais ou anomalias da mandíbula, PRA, epilepsia, criptorquidia, monorquidia, albinismo, cores de pelo indesejadas, diagnóstico de displasia coxofemural grave, NÃO DEVEM SER REPRODUZIDOS (PROIBIÇÃO).

0 Comments

Canil Quebec Retriever (GO) sofre nova derrota na Justiça de Goiás!

Bruno antunes vexame-1  Bruno antunes vexame-2

O Sr. Bruno Antunes Silva, dono do canil Quebec Retriever (GO), passa novamente por vexame público e sofre nova derrota na Justiça. O Blog já contabiliza 3 derrotas seguidas deste canil.

O processo que moveu contra criadora de Minas Gerais que tornou publico a venda da cadela Shiva, totalmente cega, foi EXTINTO. Assim a tentativa de ganhar R$ 15.000,00, com a ajuda dos donos do canil Bicame Lab (MG) e Caiaari (SP) foi por água abaixo.

0 Comments

Site do Cachorro é o condenado na Justiça por vender filhote com Parvovirose.

A Justiça de São Paulo condenou o Site do Cachorro, de propriedade de Renata Sicco Giannoccaro, ao pagamento de indenização no valor de R$ 4.294,28, pela venda de uma cadela da raça Labrador, de 2 meses, que veio a óbto por parvovirose.

Sentenças (pag 117 - 120)-1   Sentenças (pag 117 - 120)-2   Sentenças (pag 117 - 120)-3

A origem do filhote é o Canil MR, cujo dono é Marcos Roberto da Silva. A cadela foi entregue a proprietária com carteira de vacinação sem o rótulo da vacina e sem carimbo e assinatura do veterinário!!!

Vacina 1

vacina 2

A compradora assinou um contrato onde constava no cabeçalho o nome do Canil MR, mas sem nenhuma outra invormação do vendedor. Tal atitude do criador não deixa a mínima dúvida que age premeditadamente de má-fé.

contrato

Abaixo seguem os exames e o prontuário médico da cadela, de apenas 2 meses, que veio a óbito por parvovirose. Mais uma vítima de um criador inescrupuloso.

Documento 6 (pag 20 - 21)-1   Documento 6 (pag 20 - 21)-2

Documento 6 (pag 22 - 23)-1   Documento 6 (pag 22 - 23)-2

Documento 6 (pag 24 - 25)-1   Documento 6 (pag 24 - 25)-2

Documento 6 (pag 26 - 27)-1   Documento 6 (pag 26 - 27)-2

Documento 6 (pag 28 - 29)-1   Documento 6 (pag 28 - 29)-2

Documento 6 (pag 30 - 31)-1   Documento 6 (pag 30 - 31)-2

Documento 6 (pag 32 - 33)-1   Documento 6 (pag 32 - 33)-2

Documento 6 (pag 34 - 35)-1   Documento 6 (pag 34 - 35)-2

Documento 6 (pag 36 - 37)-1   Documento 6 (pag 36 - 37)-2

0 Comments

Manifestação de criador, pós caso da omissão do nome do canil de origem de cadela campeã, revela justamente o que o Blog combate!

Picture 52

O Blog combate criadores desonestos, mentirosos, que só se interessam pela beleza dos cães e seus resultados em pista, colocando saúde em segundo plano! A manifestação acima só reforça a existência desse tipo criador, que a todo custo o grupo de criadores tenta manter em sigilo. A indireta aqui é para o Sr. Leandro Costa Ramos, do canil Bicame Lab, que cruzou a cadela Mary Jane of Buddy Hunter, doente/afetada por atrofia progressiva da retina – PRA, que causa cegueira do animal.

0 Comments

Triunvirato de 2ª classe: Quebec Retriever (GO), Bicame Lab (MG) e Caaiari (SP) se unem para defender o indenfensável.

triunvirato

Nunca a frase “Diga-me com quem andas, que te direi quem és” fez tanto sentido na criação de Labradores no Brasil.

O canil Quebec Retriever (GO) tem o seguinte histórico:

- cruzou cadela cega (PRA);

- vendeu a cadela cega (PRA) com obrigação de reproduzi-la;

- gerou filhotes doentes por PRA e EIC;

- utiliza padreador com grau D de displasia – Brutus (proibido pelo CBKC e CBL);

- suspeito de falsificar exames de saúde;

- elaborou contrato que pode configurar estelionato;

- suspeito de “esquentar” pedigrees;

- vendeu antecipadamente filhote e na entrega cobrou o dobro;

- ingressou com ações criminal e cível contra criadora que prejudicou;

- prestou informações falsas sobre prazo de entrega de pedigree;

- deu causa a denunciação caluniosa;

- vendeu animais sem garantia (ilegal);

- não tomou atitudes sobre caso suspeito de epilepsia;

Os canis de segunda classe, sem tradição, notoriedade ou reputação, Bicame Lab (Leandro Costa Ramos) e Caaiari (Maria Aparecida Nogare) se uniram ao Quebec Retriever (Bruno Antunes Silva) para defender essas condutas nefastas para a criação nacional.

A grande pergunta que se faz é: O que levou esses criadores a se disporem a testemunhar sobre uma relação negocial particular de venda de cães, com fatos que não presenciaram, em juízo?

A resposta é dinheiro!!! Garantir uma graninha (expressão muito utilizada por Bruno Antunes).

O canil Quebec Retriever busca ganhar dinheiro fácil (R$ 15.000,00) fomentando a indústria do dano moral no judiciário. Já o Bicame Lab e o Caaiari tem negócios com o canil Quebec, referente à venda de cães e desejam “manter o cliente fiel”, custe o que custar, passando por cima de atitudes éticas e morais. Êêêêêêêêêêêêêê Brasilsãããããoooo!!!! Tamo fudido!!!

0 Comments

Quebec Retriever (GO): morte precoce de cadela gera suspeita.

liza

A cadela Liza to Quebec Retriever Beard Blue, do canil Quebec Retriever (GO), de propriedade de Bruno Antunes Silva, morreu precocemente com apenas 2 anos idade.

Geralmente quando criadores querem ocultar a causa mortis de animais do seu plantel dizem que a morte se deu por envenanamento.

Ocorre que foi relatado um caso suspeito de epilepsia em um macho filho da matriz. Sendo a epilepsia uma doença de origem genética, e que os primeiros sinais da doença acontecem por volta de 2 anos, o cadela Liza pode ter morrido devido a um ataque epiletico fatal.

Além de omitir esses casos, o canil mantém em seu programa de reprodução o padreador Quebec Retriever Liza B. Volvo, filho da cadela morta precocemente.

volvo

Um canil responsável retiraria imediatamente este padreador do quadro de reprodutores, a fim de evitar a possibilidade de disseminação desta grave doença.

0 Comments

Quebec Retriever (GO): sobre principados e potestades.

Conforme o email do post anterior, o Sr. Bruno Antunes Silva, dono do canil Quebec Retriever (GO), nos acusou de sermos  instrumentos nas mãos de principados e potestades. Em português claro, ele disse que o nosso blog é coisa do demônio!!!!

Diante dessa acusação, formulamos uma série de questões para o Sr. Bruno Antunes Silva nos responder:

1- Foi o Demônio que cochichou no seu ouvido para o cruzar dois cães portadores de EIC (colapso induzido pelo exercício)?

2- Teria sido o Costa Oca que forçou a cruzar uma cadela cega, afetada por PRA (atrofia progressiva da retina)?

3- Por um acaso, foi o Capeta que deu a idéia para VENDER a cadela cega?

4- O Belzebu obrigou a fazer um contrato de venda da cadela cega que pode configurar estelionato e prejudicar uma irmã consumidora?

5- Foi o Cão Tinhoso que sugeriu a cláusula que não dava garantia no contrato de venda da cadela cega?

6- Tá com cara de que foi o Mafarrico que te disse para inserir a mentira de que não se aplicava o Código de Defesa do Consumidor no contrato de venda da cadela cega… foi ele?

7- Será que o Lúcifer falou para mentir sobre o prazo de entrega do Pedigree do KCGO no contrato de compra e venda da cadela cega?

8- Foi o Tição que te orientou a processar criminalmente sem motivo a irmã criadora que vc prejudicou através de um contrato leonino (estelionato) e da venda de uma cadela cega?

9- Teria sido o Cornudo que o aconselhou a cruzar várias vezes um cão com displasia grau D?

10- Foi o Excomungado que publicou os exames suspeitos do seu canil?

11- Não me diga que o Exu que te influencia a mentir tanto?

Acho que é para se pensar bastante quem realmente está servindo a principados e potestades… Quem sabe a solução não é o Sr. Bruno Antunes Silva submeter-se a um exorcismo para livrar-se de uma suposta possessão demoníaca? Quem sabe assim passe ter uma criação responsável e deixe de lesar consumidores.

0 Comments

Pérolas ditas por criadores brasileiros: Summer Storm (SP).

A pérola foi dita em mensagem encaminhada ao blog pela criadora Renanta Boragini Rodrigues, na qual tentava se justificar sobre a produção de cães doentes:

rr

Primeiro é muito importante esclarescer o seguinte:

A CASTRAÇÃO NÃO CURA CÃES AFETADOS POR EIC (COLAPSO INDUZIDO POR EXERCÍCIO), PRA (ATROFIA PROGRESSIVA DA RETINA) OU QUALQUER OUTRA DOENÇA GENÉTICA!!!

Ao contrario do que afirmou Renata Boragini Rodrigues, dona do canil Summer Storm (SP), a castração jamais irá curar EIC (colpaso induzido por exercício)!!! Doenças genéticas não tem cura!!! Esse é o caso do EIC. É uma doença que pode ser evitada selecionando pais que não portem o gene da doença.

Supreende que a criadora que diz ter know how de 25 anos de criação não saiba disso e apresente como solução estapafurdia para a doença castrar os filhotes afetados. Fica a dúvida se é ignorância ou desonestidade.

O colapso induzido pelo exercício (EIC) é uma enfermidade hereditária caracterizada por fraqueza muscular, dificuldade de locomoção e colapso após atividade física intensa que pode levar o animal a morte.

Tome cuidado na hora de comprar um filhote. Muitos criadores falam qualquer asneira para vender filhotes.

0 Comments

Contrato do canil Quebec Retriever (GO) representa indício de que o canil “esquenta” pedigrees de filhotes utilizando cães de outros canis.

clausula esquentar filhoteO requisito para registro de ninhada, exigido pelo CBKC, é que a matriz seja de propiedade do dono canil. Se cadela não for do canil, não poderá registrar filhotes com seu prefixo ou sufixo.

O que fez Bruno Antunes Silva, dono do canil Quebec Retriever (GO)? Vendeu 2 cadelas para uma criadora de MG, portanto transferiu a propriedade para tereceiro. Não são mais do canil Quebec Retriever desde a sua assinatura!!! Mas, “espertamente”, o Sr. Bruno, inseriu clausula no contrato de venda dos animais, que determinava o registro de ninhadas futuras de cães vendidos, como sendo de seu canil.

O contrato do canil Quebec Retriever (GO) tentou legalizar registros clandestinos, em total contrariedade com as normas do CBKC.

0 Comments

Video retrata o perfil do criador brasileiro.

YouTube Preview Image

0 Comments

Perdeu! Tentativa do canil Quebec Retriever (GO) calar (censura) este blog foi negada pela Justiça de Goiás!

decisao bruno-1decisao bruno-2

A Justiça de Goiás negou o pedido para o Google não indexar no seu mecanismo de busca o Blog Lista Negra Labradores. Trata-se de uma tentativa desesperada de calar/censurar o Blog que defende o direito dos consumidores e dos animais.

Nenhum criador desonesto terá sucesso em nos calar!!! Continuaremos a expor todas atitudes inescrupulosas praticadas por criadores, com criação e reprodução de animais doentes, práticas comerciais abusivas, atitudes anti-éticas e até crimes!!!

Aviso aos maus intencionados: temos planos alternativos para qualquer panorama.

0 Comments

Quebec Retriever (GO) se contradiz em ação cível e tem frustrada tentativa a benefício a que não tem direito!!!

Bruno Antunes Silva, dono do canil Quebec Retriever (GO), processou a criadora Roseane Leandro, alegando que seu canil sofreu abalo econômico, decorrente a publicidade da venda de uma cadela cega!!!

Sucessivamente, o Sr. Bruno Antunes Silva manifesta-se contraditoriamente, ficando evidente que mente a todo momento. Vejamos o que ele disse em mensagem encaminhada ao blog:

“(…) não temos o canil como uma empresa e sim como um hobby, ou seja, ele não é a nossa fonte de renda (…)”

Já na ação cível distribuída no Tribunal de Justiça de Goiás, objetivando ganhar R$ 15.000,00 da criadora, ele já diz exatamente o oposto, afinal agora vale uma “graninha” (expressão usada pelo próprio Bruno). Vejamos:

“A boa reputação do Reclamante fora afetada ao ponto de seus negócios com o canil que possui sofrerem uma drástica redução, tudo por conta de uma afirmação maldosa e inverídica (…)”

Fica claro que o dono do canil Quebec Retriever (GO) age conforme suas conveniências, não tendo pudores em mentir. Como o canil pode ter sofrido uma redução nos “negócios” se é um hobby? Suspeito, não? A triste realidade é que o Sr. Bruno é um mentiroso e já perdeu a noção do que é verdade e do que é mentira. Tudo o que diz não tem credibilidade alguma!!!

As mentiras de Bruno Antunes Silva podem configurar litigância de má-fé, fraude processual e denunciação caluniosa. Vale lembrar que a aventura da jornada deste embuste jurídico conta com o apoio de APENAS dois criadores que se prestaram a esse papel: Leandro Costa Ramos (Canil Bicame – MG) e Maria Aparecida Barbosa da Silva Nogare (Canil Caaiari – SP).

No mesmo processo, o Sr. Bruno Antunes Silva tentou ludibriar o juiz buscando obter um benefício que não tinha direito!!! Tentou obter o benefício da Justiça Gratuita. Isso significa que, ele queria processar sem ônus financeiro algum, ou seja sem custo, sem razão, traduzindo o ideal de que o que vier é lucro!!! A Justiça não é investimento, bolsa de apostas ou instrumento para se ganhar dinheiro fácil!!! Não é lugar para se levar “vida fácil” nem para se ganhar uma “graninha” (novamente expressão usada pelo próprio Bruno).

jg bruno-1jg bruno-2

Por isso o Blog recomenda: busque conhecer o que apóia e que tipo de pessoa é dono do canil que pretende comprar seu filhote, para não ter dissabores no futuro!!!

Se o criador tem coragem para ser DESONESTO perante a Justiça, certamente não terá pudor algum de prejudicar a parte mais fraca em um negócio, vc consumidor!!!

0 Comments

Site Reclame Aqui!: Canil MR: CADELA DEVOLVIDA SEM A DEVOLUÇÃO DO DINHEIRO

Consumidor: No dia 08 de Novembro de 2016 encontrei anuncio no OLX do Canil MR responsável Marcos Roberto da Silva, vendendo filhotes de labrador. Entrei em contato pelo telefone 95451-5567 e recebi fotos de algumas cadelas da raça labrador que estavam a venda. Escolhi uma de cor caramelo para presentear a minha filha. No mesmo dia fui até a residencial do Sr. Marcos para ver as cadelas. Gostamos de uma e compramos pelo valor de R$ 1.000,00, pago em dinheiro.Infelizmente minha filha entrou em pânico com a [editado pelo Reclame Aqui] e não parava de chorar, não queria sair no quintal com medo. No dia 09 de Novembro de 2016 na parte da manhã, entrei em contato com o Marcos explicando a minha situação e pedindo para receber a devolução da [editado pelo Reclame Aqui] Ele me informou que existia uma cláusula no recibo que não permitia a devolução, MAS PARA ME AJUDAR TINHA ENCONTRADO UM COMPRADOR E ELE IRIA INTERMEDIAR. No dia 12 de Novembro de 2016 na parte da manhã, o Marcos foi até a minha residencia para retirar a [editado pelo Reclame Aqui] e entregar ao novo comprador.Na parte da tarde recebi uma mensagem com o valor da venda R$ 700,00, descontando as taxas do cartão eu iria receber R$ 639,10.Aceitei o valor devido a situação, MAS ATÉ O MOMENTO NÃO RECEBI A DEVOLUÇÃO DO DINHEIRO.JÁ ENTREI EM CONTATO EM DIVERSAS VEZES VIA TELEFONE E WHATSAPP, SEMPRE COM UMA HISTÓRIA DIFERENTE.No dia 18 de Maio de 2017 solicitei a devolução do dinheiro parcelada, ficou de me dar uma resposta.Hoje, dia 22 de Maio de 2017 efetuei novo questionamento e fui bloqueado no Whatsapp. Entrei em contato via telefone de um número diferente, me atendeu e pediu para retornar em 10 minutos. Retornei e caixa postal.GOSTARIA DE SOLUCIONAR O ESTA QUESTÃO QUE JÁ DURA MAIS DE 6 MESES!!!!

Criador: Isso é tudo mentira. Essa pessoa está agindo de [editado pelo Reclame Aqui] e não procede nada que está publicado. Já foi acertado e ainda está cobrando o que não tem direito. Não sei como o site pública coisas sem saber se é verdade ou não. Uma pena que tenha um site sem nenhum crédito e ainda dá ouvidos a uma pessoa com essa índole. Totalmente sem fundamento algum. Será que os responsáveis pelo site podem me contactar. Ou será que o site é pra disso? Ouvir quem não merece consideração alguma? Lamentável

Dados da reclamação: Canil MR – Marcos Roberto da Silva  São Paulo – SP – ID: 26353353  – 22/05/17 às 15h30.

Resultado: resolvido.

Fonte: https://www.reclameaqui.com.br/canil-mr-marcos-roberto-da-silva/cadela-devolvida-sem-a-devolucao-do-dinheiro_XZevTeH1vjwH23_7/

0 Comments

Canil Quebec Retriever (GO) topa tudo!!! Até escambo!!!

Bruno Antunes Silva, dono do canil Quebec Retriever (GO), topa tudo! O blog descobriu que o criador trocou um filhote de seu canil por um notebook Dell, modelo Inspiron 14, serie 3000, core i5. O absurdo negócio está documentado em contrato!!!

clausula 1 escambo

Seria hilário se não explicitasse a pobreza financeira do criador, a sua falta de seriedade e sua visão mercantil do que é um cachorro. Se analisarmos esse canil somando-se o seu histórico de gerar cães doentes por PRA (atrofia progressiva da retina) e EIC (colapso induzido por exercício), a suspeita de falsificação de exames de saúde, a venda de cadela cega com obrigação de cruzá-la, os abusos comercias, se encaixa na definição da Sociedade Humanitária dos Estados Unidos, do que são “canis fundo de quintal”. Segundo a entidade, são operações de criação em larga escala, que ignoram a saúde e bem estar animal, objetivando apenas dinheiro!!! Topam tudo!!! É deprimente que um canil se sujeite a este papel.

0 Comments

Canil Summer Storm (SP) gerou afetados por PRA (13º caso).

LABRADOR-PRETO-AMARELO-CHOCOLATEEste é o caso mais bizarro que envolve o Canil Summer Storm, localizado em São Bernardo do Campo (SP), de propriedade Roberto Rodrigues Jr. e Renata Rodrigues. Trata-se de uma ninhada com 25% de filhotes afetados (doentes) pela doença PRA (Atrofia Progressiva da Retina), fruto do cruzamento entre o padreador  B Tres Uno Kevlar, carreador de PRA, com a matriz Summer Storm JJ Becca, também carreadora de PRA. Esse foi o segundo cruzamento constatado deste casal, sendo que o primeiro cruzamento ocorreu em 2011 e este em 2014. A doença se caracteriza por deixar o animal cego até a idade de 5 anos. Mais cães vítimas de criadores irresponsáveis foram gerados.  Um condenável cruzamento entre carreadores para apenas uma doença, geraria 25% da ninhada de cães doentes.

kebvbO caso é bizarro porque um dos filhotes dessa ninhada nasceu com sarna negra ou sarna demodécica. O comprador tornou pública essa reclamação através do site “Reclame Aqui” e foi processado pela criadora Roberta Boragini Rodrigues que exigia a retirada da postagem, apesar das provas contrárias. Agora, constatou-se que esse filhote tambémtem 25% de chances de ser afetado por PRA (atrofia progressiva da retina). Seguem os dados do filhote:

Picture 2

 Dados de B Tres Uno Kevlar e de Summer Storm JJ Becca extraídos do site do canil que comprovam que o padreador e a matriz são carreadores de  PRA:

IMG_1120       IMG_1150

0 Comments

Kymavosong's Blog |
Jacksonhartvig9 |
CFTC Pole Emploi Pays de La... |
Unblog.fr | Créer un blog | Annuaire | Signaler un abus | Caput Viridiae
| Amacchihistgeo
| Chouxxfleur