Artigos

Canil Pansy Lab (SP): irresponsabilidade, crueldade e desonestidade absurda. Simplesmente uma vergonha!

Picture 63Poderia ser uma mentira de primeiro de abril. Mas infelizmente o que será exposto a seguir é verdade. Cada linha descreverá a triste realidade da criação brasileira de Labradores. O canil Pansy Lab (SP), de propriedade de José Antonio Moura da Silva e Sônia Maria Figueiredo Moura da Silva, produziu um exemplar com gravíssimos problemas ortopédicos. O que veremos a seguir demonstra que este canil não faz o menor controle de displasia em seu plantel, configurando uma criação totalmente irresponsável. O filhote foi vendido pelo valor de R$ 2.530,00 (dois mil, quinhentos e trinta reais). O filhote tem displasia coxofemural em grau severo, desvio da patela e displasia do cotovelo grau II, que são doenças genéticas.

O cão em questão tem o nome de pedigree Saulo Jack of Pansy Lab, e o nome de chamada Sheik, microchip nº 963008000147608, nasceu em 25 de novembro de 2013, filho do padreador Baldwin Labradors Secret Song e da matriz Sophia Oak of Pansy Lab, conforme o pedigree abaixo:

Picture 3

Por volta de 10 meses de idade, o animal mudou de comportamento, ficando apático, não conseguindo levantar e chorando bastante. Então a proprietária o levou ao veterinário, que emitiu o seguinte relatório médico, onde requisitou exames de radiografia, tomografia e hemograma:

Picture 2  Picture 3

O cachorro foi submetido aos exames onde foi constatado displasia coxofemural grau E, conforme laudo e radiografia abaixo:

Picture 61  Picture 64

O EXAME CONSTATOU QUE  O ÂNGULO DE NORBERG DA PERNA DIREITA ERA 60º E DA ESQUERDA 80º. É absurdo que um criador que se diz idôneo produza um cão com esse resultado de exame. Para se ter uma ideia o FCI Scientific Comittee estabeleceu parâmentros para diagnostico de displasia coxofemural classificando-as em diferentes graus de acordo como o ângulo de Norberg, vejamos:

A/ HD-: ângulo de Norberg maior ou igual a 105º

B/HD+-: ângulo de Norberg próximo de 105º

C/HD+: ângulo de Norberg maior que 100º

D/HD++: ângulo de Norberg maior que 90º

E/HD+++: ângulo de Norberg menor que 90º

O Sheik apresenta uma diferença de 30º a menos na perna esquerda que o pior grau de diplasia!!!!

Ainda, na mesma oportunidade verificou-se que Sheik tem displasia de cotovelo grau II, conforme exames emitidos pelo Instituto Veterinário de Imagem – IVI.

Picture 62  Picture 63

Não bastassem os graves problemas apresentados no quadril e no cotovelo, ainda constatou-se que animal tinha desvio/luxação das patelas!!!!

Picture 5

Vale destacar novamente tamanho o absurdo, pq é inacreditável a vítima que este canil produziu!!! O Labrador da criação do canil Pansy Lab (SP) tem:

- displasia coxofemural grau E (60º) no lado direito;

- displasia coxofemural grau E (80º) no lado esquerdo;

- displasia de cotovelo grau II no lado esquerdo;

- displasia de cotovelo grau I no lado direito;

- desvio (subluxação) da patela grau I no lado esquerdo;

- desvio (luxação) da patela grau IV no lado direito.

TODAS, DOENÇAS GENÉTICAS!!!

Portanto, não há a menor dúvida quanto a responsabilidade do criador.

Para o Sheik ter alguma qualidade de vida foram necessárias algumas cirurgias que foram orçadas no valor total de R$ 31.000,00 (trinta e um mil reais), conforme quadro abaixo:

Picture 4

Apesar da irresponsabilidade do criador, Sheik teve sorte de ter uma dona que realmente ama animais, pois ela se disponibilizou a pagar todas as cirurgias para melhorar sua qualidade de vida.

Picture 65

Picture 67

Diante do altíssimo grau de displasia, foi necessário colocar uma prótese no lado direito conforme radiografia abaixo:

Picture 71

Sheik também foi operado para corrigir o desvio da patela sendo necessária a instalação de pinos:

Picture 69  Picture 70

Como se vê trata-se de um caso médico de alta complexidade, com uma série de cirurgias e um pós operatório delicado. É lamentável criadores que se dizem idôneos terem essa conduta de produzir animais doentes.

O tratamento pós operatório foi composto de laserterapia para controle da dor e inflamação em regiões de articulações acometidas, alongamento e cinesioterapia com exercícios priorizando fortalecimento muscular dos membros operados e para equilibrar a descarga de peso entre todos os membros, conforme relatório médico a seguir:

Picture 7  Picture 8

A compradora entrou em contato com o Sr. José Antonio, dono do canil, a fim de obter maiores informações. O CRIADOR NÃO DEU QUALQUER EXPLICAÇÃO SOBRE O ASSUNTO E AINDA DISSE QUE O PROBLEMA NÃO ERA DO CANIL!!! Atitudes como essas demonstram o tamanho do desprezo que este criador tem para com seus clientes e principalmente para com os filhotes nascidos do canil. Por isso que, canis como este devem ser boicotados pelos consumidores.

O caso está na Justiça com uma ação de indenização por danos morais e materiais no valor de R$ 82.000,00 (oitenta e dois mil reais). A CONSUMIDORA TEM A TORCIDA DESTE BLOG!!!

Criadores, principalmente os que integram Conselhos e Clubes da raça, tentam imprimir que não fazem cães doentes por que tem know how, e imputam a culpa “criadores fundo de quintal” ou proprietários, a quem chamam de ignorantes. O Blog está repleto de casos que dizem o contrário. O exemplo do canil Pansy Lab (SP) é emblemático, pois se trata de um conveniado do Clube Paulista do Labrador – CPL, que fez um Labrador com problemas nas quatro pernas por irresponsablidade, negligência, imprudência e imperícia. Esses clubes acabam servindo de abrigo para cachorreiros passarem a imagem de criadores idôneos.

Um canil que se exime de sua responsabilidade adota uma conduta marginal!!! O criador tem responsabilidade moral e legal sobre as doenças genéticas dos cães que vendem!!! O Código de Defesa do Consumidor é muito claro sobre as responsabilidades de um Canil quando vende um filhote. Se o canil vendeu um animal com doença genética, ele é o único responsável por indenizar o comprador lesado, seja qual for o motivo ou justificativa que tente dar. A base legal é o art. 12 do CDC:

Art. 12. O fabricante, O PRODUTOR, o construtor, nacional ou estrangeiro, e o importador RESPONDEMINDEPENDENTEMENTE DA EXISTÊNCIA DE CULPA, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos decorrentes de projeto, fabricação, construção, montagem, fórmulas, manipulação, apresentação ou acondicionamento de seus produtos, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua utilização e riscos.

Os criadores lutam a todo custo para manter casos como este longe do conhecimento público. Tentam acordos imorais com os compradores, objetivando apenas o interesse próprio, ignorando o bem estar do animal doente. Só pensam na parte financeira. Castrar e doar é uma solução escrota, imoral, indecente para não dizer cafajeste!!! Onde está reponsabildade sobre o filhote produzido pelo canil? Quem compra um cachorro como o deste post tem o dever moral de processar o criador e obrigá-lo a custear todas as cirurgias, tratamentos e remédios que se fizerem necessários para dar qualidade de vida ao animal!!!

Quantas vitimas como Sheik serão geradas por irresponsabilidade e ganância de criadores? Infelizmente, esses criadores “idôneos” só agem corretamente sob pressão de meios de comunicação e dos consumidores, por medo de serem processados e perderem compradores!!!

VEJA COMO PROCESSAR UM CANIL QUE VENDE ANIMAIS DOENTES

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

No comments yet.

Add your response

Kymavosong's Blog |
Jacksonhartvig9 |
CFTC Pole Emploi Pays de La... |
Unblog.fr | Créer un blog | Annuaire | Signaler un abus | Caput Viridiae
| Amacchihistgeo
| Chouxxfleur